Entretenimento
Foto do autor

Por que a série House acabou?

Saudade da personalidade peculiar, para dizer o mínimo, do Dr. House e pensando porque a série acabou ‘tão cedo’? Sim, essa frase irônica tem um propósito e será explicada a seguir. Muitos fãs ficaram saudosos da série House, que foi cancelada na oitava temporada.

E sim, não seria um período curto para a maioria das séries de TV, mas quando se trata de séries médicas, a coisa muda de figura. Elas são um clássico da televisão e fazem sucesso há décadas. Os programas deste gênero caíram tanto no gosto do público que as séries acabam por ficar no ar por muitos anos.

Leia mais:

8 dicas e truques incríveis para iPad

Bem, no caso de House, a decisão de cancelamento, mesmo na oitava temporada, não era algo tão previsto assim. A série foi transmitida no Brasil de maio de 2004 a maio de 2012 pelos canais Fox, Universal Channel e Rede Record. Depois, entrou para os catálogos das plataformas de streaming, como Amazon Prime Video, Globoplay e Netflix.

E foi exatamente o retorno de todas as temporadas House na Netflix que causou repercussão entre os fãs, que estão mantendo o título entre os mais assistidos da plataforma. E quem sabe, tenha trazido à tona essa questão: por que House acabou, afinal?

amazon associados

A decisão de cancelar House no meio da oitava temporada acabou pegando todo mundo de surpresa. Segundo a própria produtora, estavam dispostos a desembolsar mais alguns vários milhões por mais 22 episódios. As negociações, no entanto, dariam certo com apenas 13 episódios, então a melhor decisão foi realmente finalizar a série.

A oitava temporada de House acabou com 22 episódios. O anúncio do cancelamento da série foi feito após a exibição do 11º episódio da temporada 8.

Uma carta aberta assinada por David Shore, criador da série, Hugh Laurie, protagonista, e Katie Jacobs, produtora, foi publicada revelando o que ficou decidido e seus motivos. O documento dizia que houve muitos impasses sobre cancelar ou não, e que o motivo principal era manter a essência enigmática do personagem.

Notícias da época diziam ainda que Hugh Laurie era uma das pessoas favoráveis a dar continuidade à produção, inclusive disposto a abrir mão de parte de seu salário, caso o plano fosse mais caro que o esperado. Outro fator que também pode ter contribuído eram as notas baixas dos últimos episódios, mesmo com uma base fiel de fãs.

O ator Hugh Laurie no papel do Dr. House
Hugh Laurie interpreta o Dr. House, personagem polêmico Imagem: Divulgação

O enigma de Gregory House

O ator Hugh Laurie dá vida ao personagem Dr. Gregory House, que apesar de fictício, foi inspirado na jornalista e médica americana Lisa Sanders. Sanders é autora da coluna mensal “Diagnóstico” na revista do “New York Times” desde 2002.

A sua experiência como internista da Escola de Medicina da Universidade de Yale, ex-produtora da CBS News e autora contribuiu para a autenticidade e complexidade dos casos médicos apresentados em House. Sanders atuou como consultora técnica do programa.

Dr. House é um médico que chama a atenção para a ética na prática da profissão. Ele é um excelente especialista, mas não sabe lidar socialmente com os seus pacientes. É um personagem que não tem muito apego às pessoas, muito menos aos pacientes. O seu processo de diagnóstico e tratamento tem como objetivo aprender mais.

O público tem reações diversas ao comportamento do Dr. House. Alguns exaltam o seu caráter sherlockiano, enquanto outros atribuem ao personagem um certo ar de sadismo.

O legado das séries médicas

Talvez a surpresa por uma série ter durado 8 temporadas venha do hábito que temos de ver os programas com essa temática perdurarem por muito tempo, sem cansar o público.

As séries médicas tendem a seguir a linha do drama e têm episódios com uma hora de duração cada. Centram-se basicamente no cotidiano de um hospital, ou qualquer outro ambiente semelhante, como uma clínica, um consultório cirúrgico, etc.

São consideradas também como importantes fontes de expansão de conhecimento e de novas percepções sobre as carreiras na área da saúde. Veja o caso da série documental “Diagnóstico“, é um bom exemplo desse fato.

No entanto, o principal objetivo destas séries é entreter, e nem sempre elas representam completamente a prática médica. Por exemplo, um estudo diz que a série Grey’s Anatomy passa uma ideia errada sobre medicina. Mas aí fica a critério de quem assiste e com qual propósito, não é mesmo?

A série House não acabou… no coração dos fãs

A série House tem uma avaliação de 96% do público geral no Rotten Tomatoes. Os críticos elogiam o desempenho de Hugh Laurie como o Dr. House. Em geral, a avaliação do público nos principais sites especializados considera que as primeiras temporadas são excelentes, mas que as últimas temporadas são maçantes.

A série House foi criada por David Shore e Paul Attanasio. Shore é um roteirista, produtor de televisão e ex-advogado canadense. Ele também criou a série The Good Doctor (2017).

  • Título original: House, M.D.
  • Roteiro: David Shore
  • Elenco: Hugh Laurie (Dr. Gregory House), Lisa Edelstein (Dra. Lisa Cuddy), Omar Epps (Dr. Eric Foreman), Robert Sean Leonard (Dr. James Wilson), Jennifer Morrison (Dra. Allison Cameron) e Jesse Spencer (Dr. Robert Chase)
  • Exibição: Originalmente exibida nos EUA pela Fox, de 16 de novembro de 2004 a 21 de maio de 2012. (8 temporadas)
  • Reestreou na Netflix em 1 de fevereiro de 2024

Deixe um comentário